Twitter Facebook

Buscar
 
   
 
 
 

 

 

 

Obras Publicas

20/05/2019 - 16:50h

Presidente do Deinfra Participa de Audiência Pública Sobre a Duplicação da Antônio Heil

Na última quinta-feira, 16 de maio, a Câmara Municipal recebeu em audiência pública o presidente do Departamento Estadual de Infraestrutura de Santa Catarina (Deinfra), Coronel Carlos Hassler, que trouxe à comunidade informações atualizadas sobre o andamento da duplicação da rodovia Antônio Heil (SC – 486).----   Presidida pelo vereador Jean Pirola (PP), proponente do evento, a mesa dos trabalhos foi composta ainda pela vereadora Ana Helena Boos (PP), o vice-prefeito Ari Vequi (MDB), o assessor especial do gabinete do prefeito Volnei Morastoni (MDB), de Itajaí, Auri Pavoni, o vereador Marcelo Werner (PCdoB), do mesmo município, e o deputado estadual Coronel Onir Mocellin (PSL).-------   Também participaram os vereadores Claudemir Duarte, o Tuta (PT), Marcos Deichmann (Patriota), Cleiton Luiz Bittelbrunn (Patriota), Gerson Luís Morelli, o Keka (PSB), Leonardo Schmitz (DEM) e Sebastião Lima, o Dr. Lima (PSDB).--------   Questionamentos:-----   Vequi pediu esclarecimentos a Hassler sobre o prazo para a finalização do BID 6, o financiamento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento, que viabiliza a duplicação, uma vez que, segundo informou, há estimativas de que sejam necessários, ainda, cerca de R$ 15 milhões para o término das obras, no que diz respeito às pistas. Ele perguntou se os subsídios deste contrato também contemplarão as alças de acesso da BR-101 à Antônio Heil. “Não queremos perder esse recurso”, disse, destacando a representatividade de Brusque para Santa Catarina.------   Em críticas à falta de informações concretas, Werner citou a grande quantidade de pedidos e encaminhamentos quanto ao assunto direcionados ao governo estadual, sem o devido retorno. “Brusque tem a questão do desenvolvimento econômico e escoamento de sua produção, mas temos uma série de comunidades que não foram ouvidas e hoje estão prejudicadas na sua logística”, alegou.-------   Entre os moradores dos entornos da rodovia, o presidente da Associação de Moradores do Bairro Limoeiro, Josemir Perin, lamentou: “Toda vez que vem uma pessoa, ela está desatualizada e não sabe o que vem fazer aqui. O que tem que ser feito é mandar alguém com formação na área, que realize uma pesquisa de ‘cabo a rabo’ para definir onde realmente estão os problemas”.-----   Marcelo Gevaerd, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Brusque (Sindilojas), chamou a atenção para a falta de segurança na região da Antônio Heil. “Só não acontecem mais acidentes ali por que nós estamos preocupados e tomamos cuidado”, alertou.---------   Dr. Lima pontuou que as obras ao longo da duplicação impactam em riscos constantes, que precisam ser resolvidos urgentemente. “Não podemos permitir que esse trecho permaneça ceifando mais vidas além das oito já perdidas, pela falta de sinalização”, frisou. “Nós que conhecemos a estrada ainda temos chance maior de não sofrer um acidente, mas podemos bater com quem não conhece”, acrescentou.------   Posicionamento do Deinfra:---   Hassler justificou que a decisão de rescindir o contrato com o Consórcio SC-486 se deu por causa da incapacidade da empresa Triunfo em prosseguir com a duplicação. Ele disse que outra empresa integrante do consórcio, então, demonstrou interesse em continuar a execução dos serviços, mas que essa possibilidade ainda vem sendo estudada. Uma solução mista, destacou, seria “tocar o que está no projeto parcialmente e, paralelamente, licitar outra empresa para acessos, contornos, viadutos e o que mais for levantado como alteração necessária”.------   Quanto aos recursos, Hassler informou que, devido ao compromisso de concluir as obras até o mês de outubro do ano passado, sob pena de devolução de valores ao BID, o governo do estado recorreu ao banco com uma contraproposta, porém, sem sucesso. Após a instituição avaliar que parte considerável da duplicação já estava pronta, foi proposto substituir, no âmbito do financiamento, a duplicação da Antônio Heil por outra obra já concluída e paga com recursos próprios do estado.------   “Logo, tiramos a duplicação do financiamento. Ela não impacta mais em nosso programa e também garantimos o recurso”, afirmou o coronel. O dinheiro já empregado na continuidade da duplicação, prosseguiu, será compensado por aquele gasto na obra já executada. Os recursos ainda não utilizados serão transferidos do BID para o estado, para serem aplicados na rodovia. Hassler pontuou que ainda espera o retorno oficial do banco para dar continuidade ao processo.------   De acordo com o presidente do Deinfra, o planejamento da pasta neste momento é dar continuidade à via, enquanto se estuda a melhor solução em relação ao trevo estendido, que deve ser construído na intersecção que liga a BR-101 à via estadual. Isso porque o financiamento contempla a obra em si, porém, não abrange as desapropriações de terras necessárias às intervenções naquela área.------   A respeito das entradas e saídas da pista ao longo do Limoeiro, Hassler ressaltou que será feita a reavaliação do projeto para correção de problemas que impactam moradores e empresas nas proximidades, “sem comprometer a segurança”. Em sua avaliação, as travessias elevadas não são adequadas, neste caso, para uso de pedestres. No lugar delas, ele sugeriu o planejamento de passarelas.-----   Desdobramentos:-----   Ao concluir, o convidado pediu que Brusque e Itajaí definam juntas de que forma preferem que o governo estadual proceda para finalizar a duplicação da rodovia: a partir do projeto técnico original, que pode ser tocado logo que haja a liberação dos recursos remanescentes do financiamento pelo BID, ou, se as cidades assim o quiserem, que o projeto seja revisto antes da retomada das intervenções, o que exigiria mais recursos e demandaria mais tempo.-----   Representantes dos dois municípios devem se reunir nos próximos dias para tomar a decisão, que deve ser depois encaminhada ao Deinfra. Em todo caso, Hassler prometeu que dará a celeridade possível aos trabalhos dentro do órgão.----   Ele também garantiu que irá atender às reclamações levantadas na audiência pública sobre melhorias de sinalização na Antônio Heil, enviando, de imediato, uma equipe ao local para que avalie as necessidades mais urgentes e providencie infraestrutura mais adequada.---*Assessoria

 

 

 

 
 
 
 
 
 

Notícias

Abastecimento

Acidentes

Aconteceu

Administração

Alimentos

Anunciantes

Anuncios

Arte

Assitencia Social

Aventura

Bombeiros

Brasil

Camara

Câmara Federal e Senado

Campo

Capacitação

Cidadania

Cidadania

Cidades

Ciência

Clima/tempo

Coisas da Vida

Coluna

Comendas

Comercio

Comportamento

Comportamento

Comunicação

Comunicado

Comunidade

Congresso Nacional

Conhecimento

Consumidor

Corrupção

Crime

Cultura

Curiosidades

Datas

Defesa Civil

Desastres

Desenvolvimento

Destaques

Dicas

Drogas

Ecologia

Economia

Educação

Eleições 2016

Emergencia

Energia

Ensino

Entidades

Entretenimento

Espaço do Leitor

Esportes

Estradas

Eventos

Falecimento

Família

Fenarreco

Festas

Forças Armadas

Gente

Gente Famosa

Governo

Habitação

Imprensa

Informe

Infraestrutura/mobilidade

Intercâmbio

Internacional

Investigação

Investimentos

Jogos

Jornal

Jornalismo

Judiciário

Justiça

Lava Jato

Lazer

Legislação

Legislativo

Legislativo Guabiruba

Manifestações

Medicina

Meio Ambiente

Melhorias Urbanas

Mensagem

Mobilidade

Moções

Mundo

Natal

Natureza em Foco

Obras Publicas

Ocorrencias

Opinião

Parcerias

Partidos

Perigo

Pesquisas

Planejamento Urbano

Policia

Política

Previdência

Prisões

Produtos

Profissões

Publicidade

Resgate

Retrospectiva 2011

Roubo

Samae

Saúde

Saúde Públca

Segurança

Sensibilidade

Serviço

Serviços Públicos

Sindicatos

Sinistros

Sociais

Solidariedade

Tecnologia

Tempo

Terror

Trabalhista

Trabalho

Transito

Transito

Treinamento

Tributos

Turismo

Utilidade Publica

Vida

Zoobotanico

 
 
Copyright © 2010 - Todos os direitos reservados para Brusque Notícias Desenvolvido por Imoveisdebrusque.com.br