Twitter Facebook

Buscar
 
   
 
 
 

 

 

 

Camara

18/07/2019 - 08:55h

Proposição Reacende Debate Sobre a Necessidade de Vagas em Período Integral na Educação Infantil

A Câmara Municipal de Brusque aprovou nesta terça-feira, 16 de julho, em sessão ordinária, requerimento de autoria do vereador Paulinho Sestrem (Patriota), no qual ele solicita ao prefeito Jonas Paegle (PSB) e à Comissão Técnica de Avaliação do Plano Municipal de Educação que sejam ofertadas vagas em tempo integral, na rede pública de ensino, para crianças com idade de cinco anos - ou que seja suprimida do Relatório de Avaliação do Plano Municipal a informação de que tal estratégia foi realizada.----------    “A proposição tem origem na reclamação de inúmeros pais que ficam impossibilitados de trabalhar porque não podem custear as creches particulares no período remanescente”, justifica o texto. “A gente sabe que, hoje, alunos acima de quatro anos só tem direito a ficar por meio período na creche [Centro de Educação Infantil, CEI], então, o plano não foi [totalmente] realizado. Pedimos que se ofereça essa possibilidade, como diz a lei, ou que conste no relatório que a meta não foi atingida”, reforçou Sestrem.----------------     Para Marcos Deichmann (Patriota), o pedido endossa a ideia de que “as creches são depósitos de crianças”: “Vou bater na mesma tecla, porque o próprio requerimento menciona pais que não podem trabalhar, mas, a partir do momento que você tem filhos, precisa fazer um planejamento. É por isso que muitos ficam jogados à mercê da educação familiar”, argumentou.----------------     Em aparte, Sestrem esclareceu que o requerimento não cogita a abertura de novas vagas nos CEIs municipais, mas o preenchimento das já existentes. Por sua vez, Ivan Martins (PSD), também em aparte, afirmou que o estímulo ao acesso à Educação Infantil ocorre dentro das possibilidades do município.-----------------     Claudemir Duarte, o Tuta (PT), reconheceu a complexidade do assunto: “A gente sabe que a questão das vagas em creches é uma luta constante. O governo vai estar sempre tendo que correr atrás”, disse. “A intenção do vereador [Sestrem] não é tirar vaga de ninguém, nem criar um problema, mas simplesmente no sentido do governo fazer esses ajustes”, acrescentou.-----------     Gerson Luís Morelli, o Keka (PSB), apelou às famílias que tenham condições de ficar meio período com seus filhos que não os matriculem em tempo integral. “As crianças ficam revoltadas. Tenho essa experiência porque já trabalhei com turmas assim”, comentou. “Uma criança antes calma, tranquila, quando vai para o período integral muda completamente. A gente percebe a revolta e acho que isso é tudo pela falta de contato com a família”.--------   “Eu tenho quatro filhos que sempre estudaram meio período, mas a gente passa por uma situação privilegiada. Temos [no país] um problema social bem grave, em que, como apenas uma renda não atende [a família], muitas vezes é necessário, em inúmeras famílias, [que ambos trabalhem]”, ponderou Sebastião de Lima, o Dr. Lima (PSDB).-----------   O Plano Municipal de Educação, reiterou Martins, trata do estímulo ao acesso à Educação Infantil, em tempo integral, de acordo - sublinhou - com as vagas disponíveis no município. “Se o município tem 500 vagas, por exemplo, não pode chamar duas mil [crianças]”, disse. “O grande problema é que, a exemplo das outras áreas, educação não se faz sem dinheiro. Aí, batemos novamente no pacto federativo, nos parcos recursos encaminhados pela União a estados e municípios. A grande ‘fatia do bolo’ fica com o governo federal”, criticou. “Brusque cresce de 2,5 mil a 3 mil pessoas ao ano, logo, é natural que essa demanda seja cada vez maior. Vamos ter que enfrentá-la constantemente”.---------   Celso Carlos Emydio da Silva, o Dr. Celso (DEM), refletiu sobre a inconsistência na formação das crianças e a falta de planejamento nos lares brasileiros: “Comungo da visão de que as crianças precisam da família e há de se ter responsabilidade para tê-las e educá-las. Ainda vivemos numa sociedade muito boa, que preserva aspectos coloniais da educação, e por isso não temos tantos problemas, mas imaginem o que acontece nesse Brasil”. Ao finalizar, ele declarou compreender a situação de quem necessita matricular os filhos em período integral a fim de manter a família economicamente saudável: “Esse debate é muito importante e talvez o diagnóstico deva ser setorizado, com tratamentos diferentes para sociedades diferentes”.*Assessoria

 

 

 

 
 
 
 
 
 

Notícias

Abastecimento

Acidentes

Aconteceu

Administração

Alimentos

Anunciantes

Anuncios

Arte

Assitencia Social

Aventura

Bombeiros

Brasil

Camara

Câmara Federal e Senado

Campo

Capacitação

Cidadania

Cidadania

Cidades

Ciência

Clima/tempo

Coisas da Vida

Coluna

Comendas

Comercio

Comportamento

Comportamento

Comunicação

Comunicado

Comunidade

Congresso Nacional

Conhecimento

Consumidor

Corrupção

Crime

Cultura

Curiosidades

Datas

Defesa Civil

Desastres

Desenvolvimento

Destaques

Dicas

Drogas

Ecologia

Economia

Educação

Eleições 2016

Emergencia

Energia

Ensino

Entidades

Entretenimento

Espaço do Leitor

Esportes

Estradas

Eventos

Falecimento

Família

Fenarreco

Festas

Forças Armadas

Gente

Gente Famosa

Governo

Habitação

Imprensa

Informe

Infraestrutura/mobilidade

Intercâmbio

Internacional

Investigação

Investimentos

Jogos

Jornal

Jornalismo

Judiciário

Justiça

Lava Jato

Lazer

Legislação

Legislativo

Legislativo Guabiruba

Manifestações

Medicina

Meio Ambiente

Melhorias Urbanas

Mensagem

Mercado

Mobilidade

Moções

Mundo

Natal

Natureza em Foco

Obras Publicas

Ocorrencias

Opinião

Parcerias

Partidos

Perigo

Pesquisas

Planejamento Urbano

Policia

Política

Previdência

Prisões

Produtos

Profissões

Publicidade

Resgate

Retrospectiva 2011

Roubo

Samae

Saúde

Saúde Públca

Segurança

Sensibilidade

Serviço

Serviços Públicos

Sindicatos

Sinistros

Sociais

Solidariedade

Tecnologia

Tempo

Terror

Trabalhista

Trabalho

Transito

Transito

Treinamento

Tributos

Turismo

Utilidade Publica

Vida

Zoobotanico

 
 
Copyright © 2010 - Todos os direitos reservados para Brusque Notícias Desenvolvido por Imoveisdebrusque.com.br