Twitter Facebook

Buscar
 
   
 
 
 

 

 

 

História

30/07/2020 - 05:00h

Biografia Descortina Josef Mengele, um Monstro Com Método

*******Época***** Livro lançado nos Estados Unidos refaz os passos do “Anjo da Morte”, que, depois de mandar matar crianças em campos de concentração, se refugiou impunemente no Brasil ********* O historiador americano David G. Marwell achou um grotesco documento quando, no início dos anos 1980, fazia pesquisas em Bad Arolsen, cidade alemã que abriga um importante arquivo sobre o Holocausto. -------------- Tratava-se de um formulário médico encaminhado ao laboratório das SS — as tropas de elite nazistas — por um médico do campo de concentração de Auschwitz, na Polônia. A requisição, assinada em 29 de junho de 1944 pelo doutor Josef Mengele, instruía o laboratório a preparar seções histológicas (cortes finos de tecido biológico, para observação no microscópio) com material colhido do espécime que acompanhava o formulário: a cabeça de uma criança de 12 anos. ------------ Marwell trabalhava então no Escritório de Investigações Especiais (OSI, na sigla em inglês), órgão do Departamento de Justiça dos Estados Unidos montado para esclarecer crimes do nazismo. Mesmo com toda a sua experiência na área, ficou perturbado com aquela descoberta. Que espécie de curiosidade sádica motivaria um médico a encaminhar a cabeça de uma criança morta ao laboratório? -------------- Anos depois, Marwell integraria o grupo do OSI encarregado de descobrir o paradeiro do mais infame dos médicos-carrascos nazistas, foragido desde o fim da Segunda Guerra Mundial. ---------- Esteve em São Paulo, em 1985, acompanhando a equipe internacional de especialistas forenses cujo laudo confirmaria a identidade do esqueleto exumado de uma sepultura com nome falso na cidade de Embu das Artes: sim, era Mengele. Passados 35 anos desse evento, Marwell lançou, neste conturbado 2020, uma excelente biografia do homem que assinava aquele sucinto e sinistro documento encontrado por acaso em Arolsen.*********Imagem: Josef Mengele – no meio - ingressou no partido nazista em 1937 e ganhou notoriedade entre os principais nomes do regime em razão de seus experimentos genéticos. Foto: United States Holocaust Memorial Museum, courtesy of Anonymous Donor

 

 

 

 
 
 
 
 
 

Notícias

Abastecimento

Acidentes

Aconteceu

Administração

Alimentos

Anunciantes

Anuncios

Arte

Assitencia Social

Aventura

Bombeiros

Brasil

Camara

Câmara Federal e Senado

Campo

Capacitação

Cidadania

Cidadania

Cidades

Ciência

Clima/tempo

Coisas da Vida

Coluna

Comendas

Comercio

Comportamento

Comportamento

Comunicação

Comunicado

Comunidade

Congresso Nacional

Conhecimento

Consumidor

Corrupção

Covid-19

Crime

Cultura

Curiosidades

Datas

Defesa Civil

Desastres

Desenvolvimento

Destaques

Dicas

Diplomacia

Drogas

Ecologia

Economia

Educação

Eleições 2016

Emergencia

Energia

Ensino

Entidades

Entretenimento

Espaço do Leitor

Esportes

Estradas

Eventos

Fake News

Falecimento

Família

Fenarreco

Festas

Forças Armadas

Gente

Gente

Gente Famosa

Governo

Habitação

História

Imprensa

Informe

Infraestrutura/mobilidade

Intercâmbio

Internacional

Investigação

Investimentos

Jogos

Jornal

Jornalismo

Judiciário

Justiça

Lava Jato

Lazer

Legislação

Legislativo

Legislativo Guabiruba

Manifestações

Medicina

Meio Ambiente

Melhorias Urbanas

Mensagem

Mercado

Mobilidade

Moções

Mundo

Natal

Natureza em Foco

Obras Publicas

Ocorrencias

Opinião

Parcerias

Partidos

Perigo

Pesquisas

Planejamento Urbano

Policia

Política

Previdência

Prisões

Produtos

Profissões

Publicidade

Resgate

Retrospectiva 2011

Roubo

Samae

Saúde

Saúde Públca

Segurança

Sensibilidade

Serviço

Serviços Públicos

Sindicatos

Sinistros

Sociais

Solidariedade

Tecnologia

Tempo

Terror

Trabalhista

Trabalho

Transito

Transito

Treinamento

Tributos

Turismo

Utilidade Publica

Vida

Zoobotanico

 
 
Copyright © 2010 - Todos os direitos reservados para Brusque Notícias Desenvolvido por Imoveisdebrusque.com.br