Twitter Facebook

Buscar
 
   
 
 
 

 

 

 

Corrupção

30/07/2020 - 10:05h

mp Pede Que Aloysio Nunes Devolva r$ 854 Mil Aos Cofres Públicos

********* Conexão Politica*********    Raul Holderf Nascimento  - Marcelo Camargo | Agência Brasil   O Ministério Público de São Paulo apresentou nesta quarta-feira (29) uma ação cível de ressarcimento contra o ex-senador e ex-ministro Aloysio Nunes Ferreira (PSDB).------ A ação pede que ele devolva R$ 854 mil, em valores corrigidos. Segundo o MP, Aloysio teria recebido esse valor da Construtora Odebrecht, a título de suposto caixa 2 de campanha em 2010.----------- Conforme aponta a denúncia do promotor Ricardo Manuel Castro, naquele ano, Aloysio Nunes, então chefe da Casa Civil do governo de São Paulo, solicitou o pagamento de vantagem indevida no valor de R$ 500 mil aos diretores Carlos Armando Paschoal e Roberto Cumplido, da construtora Odebrecht, para financiar a campanha dele ao Senado em 2010.----------- A contribuição da Odebrecht, segundo a ação, teria sido em troca de favores políticos.-------------- “Como já suficientemente demonstrado, o requerido Aloysio Nunes Ferreira Filho, quando no desempenho das funções de Chefe da Casa Civil do Governo do Estado de São Paulo, pediu aos representantes da Construtora Norberto Odebrecht S/A dinheiro e recebeu a quantia de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais ), a título de contribuição de forma ilícita em benefício da campanha a Senador pelo Estado de São Paulo em 2010, sendo confessado pelos representantes da aludida pessoa jurídica que a finalidade desses pagamentos era conseguir a liberação de pagamento de parcelas em atraso e discutidas judicialmente com o DERSA S/A acerca das obras da Rodovia Carvalho Pinto”, diz a ação proposta pelo MP-SP.-----------   O outro lado:------ Em resposta, Aloysio Nunes disse que a ação do MP-SP não tem ‘amparo na realidade’ e se trata de uma ‘chicana’ e um ‘desperdício de recursos públicos’.---------- “Trata-se de uma chicana. O caso relatado foi investigado por dois anos e arquivado por absoluta falta de amparo na realidade, e causa estranhamento que seja utilizado como argumentação para um novo processo. É um desperdício de recursos e dinheiro público”, disse ao G1.************    

 

 

 

 
 
 
 
 
 

Notícias

Abastecimento

Acidentes

Aconteceu

Administração

Alimentos

Anunciantes

Anuncios

Arte

Assitencia Social

Aventura

Bombeiros

Brasil

Camara

Câmara Federal e Senado

Campo

Capacitação

Cidadania

Cidadania

Cidades

Ciência

Clima/tempo

Coisas da Vida

Coluna

Comendas

Comercio

Comportamento

Comportamento

Comunicação

Comunicado

Comunidade

Congresso Nacional

Conhecimento

Consumidor

Corrupção

Covid-19

Crime

Cultura

Curiosidades

Datas

Defesa Civil

Desastres

Desenvolvimento

Destaques

Dicas

Diplomacia

Drogas

Ecologia

Economia

Educação

Eleições 2016

Emergencia

Energia

Ensino

Entidades

Entretenimento

Espaço do Leitor

Esportes

Estradas

Eventos

Fake News

Falecimento

Família

Fenarreco

Festas

Forças Armadas

Gente

Gente

Gente Famosa

Governo

Habitação

História

Imprensa

Informe

Infraestrutura/mobilidade

Intercâmbio

Internacional

Investigação

Investimentos

Jogos

Jornal

Jornalismo

Judiciário

Justiça

Lava Jato

Lazer

Legislação

Legislativo

Legislativo Guabiruba

Manifestações

Medicina

Meio Ambiente

Melhorias Urbanas

Mensagem

Mercado

Mobilidade

Moções

Mundo

Natal

Natureza em Foco

Noticia da Hora

Obras Publicas

Ocorrencias

Opinião

Parcerias

Partidos

Perigo

Pesquisas

Planejamento Urbano

Policia

Política

Previdência

Prisões

Produtos

Profissões

Publicidade

Resgate

Retrospectiva 2011

Roubo

Samae

Saúde

Saúde Públca

Segurança

Sensibilidade

Serviço

Serviços Públicos

Sindicatos

Sinistros

Sociais

Solidariedade

Tecnologia

Tempo

Terror

Trabalhista

Trabalho

Transito

Transito

Treinamento

Tributos

Turismo

Utilidade Publica

Vida

Zoobotanico

 
 
Copyright © 2010 - Todos os direitos reservados para Brusque Notícias Desenvolvido por Imoveisdebrusque.com.br